Anastácio. Sujeito bom, tranquilo, era conhecido como Seu Nasta. Tudo o que ele queria era um presente de natal. Então meu Senhor, é natal. Era só o que ele ouvia. Mas tudo bem, ele so queria um presente. Mas eu estava falando do Seu Nasta.

Seu Nasta, sujeito assim na boa, planejando o presente de natal. Dia 09/01: Poxa vida, o que eu vou dar de presente pra minha mãe? Dia 09/02: Meu Deus eu ainda não escolhi, o que será? Um bule,uma meia,uma chaleira,uma pá de cozinha, nossa tava dificil escolher. Dia 09/05, meu Deus!

Já é maio, e até agora nada! Que dia das mães nada. Natal!! Que vou fazer? Já desesperado, Seu Nasta tinha um caderno onde ele anotava as opções; onde poderia comprar, quanto gastaría, um caderno de contas como todo mundo. Mas o Seu Nasta, anotava peso,profundidade,tamanho,altura,dimensão, porque era para mamãe, não era qualquer pessoa.

E após longas e dolorosas buscas, chega a semana do natal. E o Seu Nasta pirado já. Lojas e mais lojas, e aquela correria, promoção daqui,saldão ali, em 10x sem juros, ou em 10x com juros altíssimos, quem se importa? É natal!

Nessa época do ano, é uma correria, comércio lotado, as entregas atrasam,produtos com defeitos,atraso na entrega devido a demanda. Mas eu estava contando a história do Seu Nasta. Dia 24/12, e nada!!! O Saraiva não tinha comprado ainda! Desespero toma conta, cérebro ferve,neurônios, tico e teco. Escolheu! Seu Nasta escolhe o incrível presente depois dessa saga. Ele decidiu comprar uma tesoura sem corte chinesa.

Que presentão, um objeto de decoração, inovador, estiloso, a última tendência internacional. Paraguai está vendendo aos lotes!! É ótimo porque decora sua casa, algo novo, irreverente, você pode pintar de várias cores, por em qualquer lugar, porque é pequeno e coisa e tal. Você também não corta nada, mas com tantas funções para que cortar? Mas eu contava a história do Seu Nasta.

Agora a correria na busca do presente, uma loja, duas,shopping,camelo caixa de ferramentas, e nada. Nenhuma vendia tesoura sem corte! Que absurdo!E era dia 24, Seu Nasta doido, só escutava, : Então meu senhor, é que é natal, sabe como é,aquela loucura de loja, e o seu presente é tão peculiar.

Nem pestanejou. Pegou o carro e viajou, para o estrangeiro é claro, tinha que ser internacional, no Brasil não se vende essas coisas.
Chegando ao Paraguai, não só achou, como ele gostou tanto que queria levar dúzias e dúzias. Ainda mais depois de saber que elas vinham da China!

Voltou para o Brasil, repleto de tesouras sem corte chinesas. Feliz da vida com seu presente. Chegou na casa de sua Mãe, feliz da vida. E ainda não era meia-noite. É Anastácio….. Digo, Seu Nasta.

*Acho que foi feito entre a aula de Química e a de Física. Meados de 2001.

Anúncios