Quando você resolve que vai começar a escrever, nem imagina o que vem pela frente. Apenas acredita que vai pegar a caneta e blá,blá,blá. Aí entra a grande vilã (ou não): Língua Portuguesa. Não adianta fazer aquele texto enorme, se no terceiro parágrafo você já não se lembra do primeiro. Mas esse não é um blog de gramática e sim de textos de quem observa o cotidiano, e todo esse discurso é pra defender que talvez, nem sempre, quase, todas as vezes, alguns erros gramaticais serão propositais, afinal, são textos de meados do século passado (risos), quando eu ainda era menor do que sou hoje e não gostava de passar o recreio em grupinhos.

Divirta-se. É pra rir mesmo. Sério.

Anúncios